7 dias, uma revista: Fare

 
Fare_Magazine_Hands_01.jpg

A revista Fare nasceu com o propósito de nos fazer viajar até novas culturas. Quase poderíamos confundi-la com um guia, um roteiro de uma viagem ainda por realizar, mas a prosa agradável com que as suas histórias são descritas faz-nos acreditar que já lá estamos, mesmo sem sairmos do sítio.

Ao longo desta revista é nos apresentada a cidade de Istambul, uma metrópole moldada por um vasto leque de influências culturais, provenientes dos emigrantes que há mais de um milénio chegam da Europa de leste, do Norte de África e do Médio Oriente para fazer de Istambul a sua casa.

"Napoleon Bonaparte purportedly said that "if the whole world were one country, Istanbul would be its capital," and the sentiment still rings true. As the only city to span two continentes, it is often a dazzling purgatory of the familiar and the unfamiliar. For Turks, the symbolism is significantly more nuanced, a delicate balance reflected in political and cultural self-identities. Istanbul is a city of contrasts".

Ao longo deste primeiro número da Fare somos apresentados a artistas, músicos, cozinheiros e historiadores que conseguem preservar o passado, transformando o futuro da cidade. Através das suas histórias, conseguimos um relato de desertos esquecidos, artes ancestrais, pratos típicos e melodias turcas.

Um dos artigos que mais gostámos de ler é sobre o Grand Bazaar, um bonito jardim medieval onde, num pequeno espaço do tamanho de um armário, um homem faz chá há mais de cem anos.

"In the Grand Bazaar tea flows in waves. It's served strong and black, in hourglass-shaped glasses, beside sugar cubes and a small spoon. The walls of this console are lined with over a dozen telephones and each of them is wired directly to a different shop across the market."

Um dos propósitos da Fare é relembrar-nos da excitação de conhecermos uma nova cidade através das pessoas que a tornam mais bela.

A revista Fare está disponível no Manifesto e na nossa loja online.